20 de outubro de 2020

RACING BRASIL

Tudo sobre automobilismo

A pista de Mugello já começou desafiando os pilotos, logo no qualifying. A pista da Ferrari é muito técnica e rápida, com uma grande reta e curvas de alta velocidade. Além de muita pressão aerodinâmica, que pode favorecer a Red Bull, a estratégia será a grande cartada para se dar bem na corrida, no domingo. O desgaste é muito alto e a diferença de performance dos pneus chega próximo à 1 segundo. 

Qualifying Q1 

Vettel e Leclerc conseguiram passar para o Q2 com grande dificuldade. Vettel ficou no limite, em 15º. Já, Charles Leclerc fez um Q1 mais tranquilo e passou na 6ª posição. 

Bottas fechou o Q1 na primeira posição, como fez durante todos os treinos. Hamilton e Verstappen vieram logo atrás com tempos bem próximos ao do finlandês.

Eliminados: Gasly, Giovinazzi, Russell, Latifi e Magnussen

Qualifying Q2 

Todos os pilotos foram para a pista com pneus macios e, como esperado, os tempos começaram a baixar. 

Leclerc fez jus ao aniversário da equipe italiana e passou para o Q1 em uma boa posição – 8º no Q2. Vettel, como tem sido costume nesta temporada, não conseguiu o mesmo rendimento e não passou para o Q1 e largará na 14ª posição atrás de Kimi Raikkonen. 

Eliminados: Norris, Kvyat, Raikkonen, Vettel e Grosjean

Qualifying Q3 

A hora da verdade chegou no Q3 e Hamilton mostrou porque é o melhor piloto do grid marcando o melhor tempo e conquistando a pole position com o tempo de 1:15:144 

A estrela de Hamilton brilhou, mais uma vez. Mesmo não melhorando o tempo em sua segunda tentativa, uma bandeira amarela no setor 1 acabou garantindo a pole de numero 95 do inglês. 

Leclerc fez uma excelente volta, dentro dos limites que a Ferrari lhe porporciona, e largará na quinta posição.

Na largada deste domingo Max deve ir para cima, ciente de que Bottas não tem feito boas largadas. Será uma largada interessante e que pode trazer grandes surpresas.

%d blogueiros gostam disto: