28 de outubro de 2020

RACING BRASIL

Tudo sobre automobilismo

A Ferrari prepara um pacote de atualizações para o GP da Rússia que será realizado no Autódromo de Sochi, no dia 27 de setembro. O pacote inclui novas peças que buscam amenizar o péssimo desempenho que o SF1000 tem apresentado nesta temporada de 2020.

Porém, Mattia Binotto, chefe da scuderia italiana, afirmou que as novas atualizações não trarão mudanças significativas no desempenho.

“Haverá pequenas atualizações, mas isso não mudará o quadro geral.” – afirmou Binotto.

O carro de 2020 possui muitos problemas que vão além da falta de potência do motor e é alvo de reclamações de ambos os pilotos – Leclerc e, principalmente, Vettel – em todos os GP´s.

Binotto declarou, também, que o alto desgaste dos pneus tem sido um problema a mais, mas as atualizações para Sochi não estão relacionadas ao desgaste de pneus.

“Estamos fora do ritmo de corrida e, de alguma forma, desgastando demais os pneus. Mas, as atualizações não estão relacionadas à isso.” – disse Mattia Binotto.

Imagem: F1
Imagem: F1

Para a temporada de 2021, a Ferrari deverá trazer um novo motor para tentar compensar a falta de potência. Porém, devido à uma atualização no regulamento, por causa da pandemia de coronavírus e buscando reduzir custos, as equipes deverão utilizar o mesmo chassi da temporada atual. Isso pode ser uma dificuldade a mais para a Ferrari encontrar uma solução para a próxima temporada.

Se não se sair bem no GP da Russia, a Ferrari pode perder a sexta posição no campeonato de construtores para a Alpha Tauri Honda, que está atrás da equipe italiana com uma diferença de apenas 13 pontos.

%d blogueiros gostam disto: