25 de novembro de 2020

RACING BRASIL

Tudo sobre automobilismo

Não foi desta vez! A festa de Hamilton, por igualar o recorde de Schumacher de maior número de vitórias na Fórmula 1 teve que ser adiada. Será que a Mercedes está vivendo, mais uma vez, a maldição da Netflix?

Depois de um treino classificatório espetacular, na sexta-feira, quando quebrou o recorde da pista, iniciando sua volta no limite de tempo, todos esperavam a superioridade durante a corrida, mesmo tendo que mudar a sua estratégia inicial.

Mas Hamilton foi punido por fazer simulação de largada em locais não permitidos. Foram duas punições de 5 segundos, totalizando 10 segundos de STOP and GO, quando o piloto precisa parar no box e ninguém pode tocar no carro pelo tempo determinado.

A punição tirou Hamilton da briga pela vitória e ainda adicionou 2 pontos na sua super licença. Agora o inglês tem 10 pontos na sua licença, ficando à 2 pontos de ser punido com a suspensão de uma prova.

Bottas fez uma boa largada, coisa rara quando se fala do finlandês, e ultrapassou Verstappen. Assim que Hamilton foi para o box fazer a troca de pneus e “pagar” a punição, Bottas assumiu a ponta e Max a segunda posição.

As duas Renauts, que fizeram bons treinos classificatórios, não foram tão bem na corrida. Ricciardo ficou com a 5ª posição e Occon em sétimo.

A boa notícia ficou para a Ferrari que, com o bom desempenho de Charles Leclerc, consegui colocar a equipe italiana em uma posição mais confortável, chegando em sexto.

A nova chance de Lewis igualar o recorde de 91 vítórias de Michael Schumacher será daqui há duas semanas, na Alemanha, a casa da Mercedes.

%d blogueiros gostam disto: