20 de outubro de 2020

RACING BRASIL

Tudo sobre automobilismo

Depois do anúncio de que os seus pilotos juniores fariam sua estreia na Fórmula 1 durante o primeiro treino livre (FP1) nos Gp´s de Nurburgring (Schumacher e Ilott) e Abu Dhabi (Shwartzman), a Scuderia Ferrari deu a oportunidade para que os três pudessem testar um carro de Fórmula 1 em sua tradicional pista de Fiorano, pilotando a Ferrari SF71H 2018.

Os três são muito cotados para assumirem um lugar na F1 na temporada de 2021 e, embora outras equipes estejam interessadas, as mais cotadas para recebê-los são, justamente, a Hass e a Alfa Romeo, que utilizam motores fornecidos pela Ferrari.

Shwartzman:

“Sonhei com o dia em que dirigisse um carro de Fórmula 1 pela primeira vez desde que era criança e finalmente hoje era o dia. Dirigir este carro foi fantástico e muito divertido.”

“A potência é o que mais impressiona: quando você acelera, a potência parece nunca parar. Os freios são igualmente impressionantes: o carro para quando parece que é tarde demais para fazer a curva. Além da condução propriamente dita, também foi especial trabalhar com a equipe. São muitos e prestam atenção a cada pequeno detalhe. Eles realmente trabalham em um nível muito alto. Obrigado a todos que tornaram este dia memorável possível. ”

Ilott:

“Este foi um dia inesquecível. Eu já tinha pilotado um carro de Fórmula 1 no ano passado, mas hoje consegui lidar com o carro com apenas 10 dias para minha estreia no fim de semana do Grande Prêmio.”

“O que me impressionou sobre o SF71H foi sua eficiência aerodinâmica, o que significa que você tem níveis de aderência que você simplesmente não encontra em outras categorias. Depois, há a extrema potência do motor e a frenagem instantânea. ”

Schumacher:

“Algumas semanas atrás, em Mugello, eu pilotei um F2004, um carro incrível, mas antiquado para os dias de hoje”

“Chegar ao volante de um carro híbrido de 2018 me permitiu entender a importância da eletrônica para a unidade de força e quanto progresso a Fórmula 1 fez em termos de aerodinâmica.”

“Mal posso esperar para entrar no cockpit na Alemanha. Será bom participar de uma sessão de treinos pela primeira vez na frente da minha torcida. Na equipe estão alguns mecânicos que trabalharam com meu pai e isso vai tornar o dia ainda mais especial. ”

%d blogueiros gostam disto: