25 de outubro de 2020

RACING BRASIL

Tudo sobre automobilismo

Deveria ser um dia de festa, para ser relembrado na história da Fórmula 1… a estreia do filho (Mick) do Heptacampeão mundial (Michael) na Alemanha, casa da família Schumacher. Mas Nurburgring não ajudou!

Situado em uma região de floresta, a famosa “Floresta Negra”, o tempo frio e a alta umidade criou uma densa neblina na região que, pela falta de vento, não se dissipou. Com o helicóptero médico sem condições climáticas de decolar só restou à direção de prova optar pelo cancelamento do treino livre.

Frustração para os fãs que foram prestigiar Mick, para todas as equipes que queriam ver o desempenho do atual líder da F2 e, principalmente, para o próprio piloto que não via a hora de ir para pista pela primeira vez em um treino oficial da F1.

“Obviamente, eu teria adorado sair e pilotar” – disse Schumacher, cujo pai foi cinco vezes vencedor na pista de Nurburgring. “Mesmo assim, acho ótimo estar aqui, ter a oportunidade de falar com a equipe, ir às reuniões e trabalhar com os mecânicos, com os engenheiros e, obviamente, também ver os fãs. Também sinto muito pelos fãs que não conseguiram nos ver pilotar. No final, a segurança vem em primeiro lugar. “

“Teria sido ótimo obter alguns dados para a equipe também” – acrescentou ele – “mas novamente foi ótimo para mim obter o conhecimento para ver como a equipe funciona, para ver a filosofia de uma equipe de F1 em um final de semana de corrida, então estou muito feliz.”

Ainda existe a possibilidade de Mick Schumacher e Callum Ilott, que também viveu o mesmo drama nesta sexta-feira, irem para a pista este ano. Portugal, Turquia Bahrain ou Abu Dhabi são boas opções, mas são apenas possibilidades.

Seria muito bom poder velos em ação!

%d blogueiros gostam disto: