28 de novembro de 2020

RACING BRASIL

Tudo sobre automobilismo

A Haas está em busca de novos pilotos para a temporada 2021, depois que Romain Grosjean e Kevin Magnussen revelaram que estão deixando a equipe americana no final da temporada.

Grosjean – em sua nona temporada completa na F1 – juntou-se à Haas no início de 2016, enquanto Magnussen fez sua estreia na F1 com a McLaren em 2014.

A RACING BRASIL já havia anunciado, em setembro, que a equipe americana estava em busca de novos pilotos para a próxima temporada e, agora, a notícia da saída de Magnussen e Grosjean foi, oficialmente, confirmada.

Romain Grosjean – Haas – Foto: F1/Divulgação

Com Haas tendo assinado o novo Acordo Concorde para mantê-los no esporte pelos próximos cinco anos a partir de 2021, a equipe americana está traçando uma nova estratégia de cinco anos. Isso envolve uma direção diferente com os pilotos, com Grosjean e Magnussen prontos para deixar o Haas após cinco e quatro campanhas, respectivamente.

Ainda não está claro quem irá pilotar pela Haas na próxima temporada, mas acredita-se que pelo menos um assento será ocupado por um piloto júnior da Ferrari.

Para Grosjean e Magnussen, ainda há lugares disponíveis no grid na próxima temporada, mas, nesta fase, as chances de eles ocuparem um deles permanecem improváveis.

Ambos os pilotos (Magnussen e Grosjean) anunciaram a notícia em seus canais de mídia social na manhã desta quinta-feira (22).

“O último capítulo está fechado e o livro está terminado”, escreveu Grosjean em sua página no Facebook. “Estou na Haas F1 Team desde o primeiro dia. Cinco anos durante os quais passamos por altos e baixos, marcamos 110 pontos em 92 corridas, mas a jornada valeu a pena.

“Aprendi muito, melhorei para ser um piloto melhor e também um homem melhor. Espero também ter ajudado as pessoas da equipe a se aprimorarem. Este é provavelmente o meu maior orgulho. Desejo à equipe tudo de bom para o futuro. “

Magnussen disse: “A temporada 2020 será minha última com a Haas F1 Team. Eu me diverti muito com a equipe por quatro anos e olho para trás, e vejo que foi uma grande jornada. Fazer parte de uma equipe totalmente nova foi um desafio que eu gostei muito e isso me trouxe uma enorme experiência que me ajudou a crescer e me desenvolver como piloto de corrida.

“Gostaria de agradecer a Gene, Guenther e toda a equipe por sua lealdade e confiança em mim nos últimos quatro anos. Ainda estou trabalhando em meus planos para o futuro, que irei anunciar oportunamente. Ainda há seis corridas para fazer nesta temporada, e estou determinado a dar tudo de mim para terminar em alta. “

O chefe da equipe, Guenther Steiner, acrescentou: “Temos muitas boas lembranças juntos – em particular nossa temporada de 2018, quando terminamos em quinto lugar na classificação em apenas nossa terceira temporada. Romain e Kevin tiveram um papel significativo nesse sucesso.

“Claro, ainda há muitas corridas restantes na temporada de 2020. Tem sido um ano desafiador, sem dúvida, mas os dois pilotos deram tudo de si ao volante do VF-20. Valorizamos suas contribuições e experiência.”

%d blogueiros gostam disto: