25 de novembro de 2020

RACING BRASIL

Tudo sobre automobilismo

A primeira sessão de treinos livres mal começou e já teve que ser interrompida no Istambul Park. A pista, que teve seu asfalto recapeado, foi molhada antes do início do FP1 e os carros perderam aderência.

Verstappen (Red Bull) comentou pelo rádio: “Parece que estou pilotando no gelo!” e, Carlos Sainz (McLaren) completou: “Esta pior do que pilotar no gelo!” Charles Leclerc não conseguiu segurar a Ferrai e passou por cima do come na entrada do box e, por este motivo, o treino foi interrompido para que os parafusos fossem retirados.

O retorno não foi diferente; Bottas foi o primeiro a ir para a pista e sofreu muito para se manter no traçado ideal, escapando em vários trechos. A baixa aderência, baixa temperatura (14°), asfalto novo e pista molhada formaram uma combinação perigosa. Sem terem muito o que fazer, até que alguns trechos pudessem secar e a pista ganhar um pouco mais de aderência, a quantidade de voltas deletadas, por exceder os limites da pista, foi alta e, o tempo de volta sequer se aproximou do recorde.

Após 1 hora de treino, com condições de pista melhores mas não ideais, os tempos começaram a baixar, com Bottas (Mercedes) e Verstappen (Red Bull).

O atual campeão mundial, Lewis Hamilton, que pode conquistar seu sétimo título, neste final de semana, só saiu do box faltando pouco mais de 15 minutos para o final do treino. Os mecânicos da Mercedes passaram mais de 1 hora trabalhando no carro do inglês.

Sem poderem fazer um treino ideal, o FP2 será muito importante para que os pilotos entendam melhor a pista da Turquia e acertem o carro; isso se ninguém ter a infeliz ideia de molhar a pista.

O FP2 tem início marcado para às 09:00 horas desta sexta-feira, com transmissão ao vivo pelo SporTV2.


%d blogueiros gostam disto: