Ineos pode garantir Hamilton na Mercedes

Multinacional britânica, com sede em Londres, a indústria química INEOS entrou nas negociações e deve bancar a diferença do salário de Lewis Hamilton.


Depois que a Daimler, grupo responsável pela Mercedes e pela equipe de Fórmula 1, anunciou que não concordaria com algumas das exigências do heptacampeão mundial de F1 e saiu em busca de outras alternativas a INEOS entrou nas negociações e pode bancar a permanência de Lewis para a próxima temporada.

A INEOS, além de ser uma gigante da indústria química, é uma das acionistas da Mercedes, detém algo em torno de 33% das ações, e não pretende abrir mão de ter o heptacampeão no cockpit da Mercedes e estampando a sua marca.

Segundo informações, não confirmadas, George Russell já estaria sendo cotado para ocupar o posto de piloto da equipe, ao lado de Bottas.

Diante do impasse é das dúvidas geradas a gigante da indústria química britânica anunciou que irá completar o salário oferecido pela Mercedes até chegar na quantia que Hamilton desejava.

Esta é apenas mais uma etapa de uma rodada de negociações que se iniciaram no final da temporada de 2020. Se isso realmente acontecer o inglês estará garantido no grid por, pelo menos, mais uma temporada.


Vamos aguardar para ver até o de a INEOS está disposta a ir para manter Hamilton no grid.


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: