Haas F1 Team

A equipe americana que busca o sucesso em um mundo dominado pelos europeus.


A equipe americana criada por Gene Haas para competir na Fórmula 1 ingressou na mais charmosa categoria do automobilismo mundial em 2016. Originária da extinta Marussia, Gene comprou os ativos da falida equipe anglo-russa em um leilão e adquiriu, também, a sede que ainda permanece em Banbury, na Inglaterra, que se transformou na base de operações da Haas para a Fórmula 1.

Porém, a base principal da equipe permanece nos Estados Unidos, em Kannapolis, na Carolina do Norte. Lá são tomadas as principais decisões, tanto para a Haas quanto para sua co-irmã a Stewart-Haas Racing que disputa a Nascar.

No seu ano de estreia, a Haas, terminou a temporada de construtores na oitava posição, algo muito bom para uma equipe estreante, a frente da Renault, Sauber e MRT. Em 2017 a equipe repetiu a posição de estreia, ficando a frente da gigante McLaren e da Sauber.

Em 2018, já com uma boa experiência e forte investimento a equipe brigou pelas primeiras posições e surpreendeu com a quinta colocação no campeonato. A Haas passou a ser a sensação do momento e prometia brigar pelas três primeiras posições no ano seguinte (2019), mas não foi o que aconteceu.

A equipe americana entrou em uma queda “sem freio” e só não foi a pior equipe em 2019 e 2020 devido a péssima fase da Williams. Em 2019 a equipe ainda conseguiu marcar 28 pontos mas, em 2020 somou apenas 3 pontos no campeonato.


Agora a Haas tenta se reencontrar para voltar a marcar pontos e vencer provas. Será uma tarefa difícil mas a experiência da Nascar pode servir de inspiração para que a equipe volte a ser forte.


Nome completo: Haas F1 Team

Sede: Kannapolis, Carolina do Norte, EUA

Pilotos: 09 – Nikita Mazepin / 47 – Miki Schumacher

Motor: Ferrari